" A Legítima e Pioneira do Brasil "


Tudo começou na década dos anos 50, quando os irmãos Almaza imigraram do Líbano para o Brasil em busca de novas oportunidades. Ely Almaza e Chafic Almaza traziam a autêntica música árabe para o território brasileiro. Constantemente surgiam convites para os irmãos, que na companhia de seus instrumentos (Alaúde - Derback - Dãff - Kamanje) se apresentavam nas diversas comemorações da comunidade, e assim faziam novos amigos e conseguiam aproximar os simpatizantes da cultura. Também se apresentavam com eles as mais belas e profissionais bailarinas da dança do ventre.Pela constatação da época, os irmãos foram então considerados um dos legítimos e pioneiros desta arte milenar e contagiante. Com o passar do tempo os irmãos foram constituindo suas famílias, e com muito orgulho transferindo aos seus filhos todos os ensinamentos da cultura árabe. Essa nova geração herdava então os dons de seus pais, e começavam a expandir a musicalidade, fazendo junções de ritmos, instrumentos e melodias, entre o Ocidente e Oriente, Europa e as Américas, ou seja, Alaúde - Guitarra - Baixo, Derback - Dãff - Bateria Acústica - Anoun - Violino - Teclado, acrescentando ainda o gostoso gingado brasileiro. Nascia então a jovem Banda Árabe Laieli Almaza, onde a meta principal era divulgar e atingir todo tipo de público(Bares, Casas Noturnas, Restaurantes, Clubes, Hotéis, Casamentos, Batizados e Cerimônias em geral).Em 1998, por conta de um bom trabalho e merecimento, foram convidados para participar do Filme e Trilha Sonora “LAVOURA ARCAICA”, sob direção do ilustre diretor Luiz Fernando Carvalho que contava ainda com um grande elenco; Raul Cortez, Selton Mello, Caio Blatt, Leonardo Medeiros, Simone Spoladore. Em 2000 - 2001 - 2002, também foram convidados para representar a Comunidade Árabe no requintado FESTIVAL INTERNACIONAL de Coral, Voz e Ritmo no "TEATRO CULTURA ARTÍSTICA".A Banda Árabe Laieli Almaza consagrada hoje a "EVOLUÇÃO DA TRADIÇÃO", tem como LÍDER E RESPONSÁVEL o CANTOR E ALAUDISTA - "SAMIR ALMAZA", na Derback e Percussão Geral - Eduardo Almaza, no Dãff e Tabel - Jorge Almaza, entre outros profissionais de altíssima qualidade. Não esquecendo que todos são supervisionados pelo mestre dos mestres, Ely Almaza. O grupo conta ainda com as mais renomadas bailarinas da dança do ventre e bailarinos da típica dança folclórica regional do Líbano, o "DÃBKE", onde todos se dão as mãos dançando em círculo anti-horário. SAMIR ALMAZA e seu grupo foram indicados e escolhidos pelo meio árabe e simpatizantes da cultura, pelo “5º ano” consecutivo, a banda árabe que faz a diferença, que mais agita e interage com o público.